Tumblelog by Soup.io
Newer posts are loading.
You are at the newest post.
Click here to check if anything new just came in.
bryan11p854664884

Jogo Brasileiro Vai Disputar Desfecho Das Olimpíadas Tecnológicas Da Microsoft

Jogo Brasileiro Vai Disputar Conclusão Das Olimpíadas Tecnológicas Da Microsoft


Trials é uma série de jogos de videogame desenvolvida pela RedLynx, publicada pela Ubisoft. O primeiro jogo foi lançado em 2000 em Java para PC, em 2007 surgiu o Trials 2, em Flash, sendo relançado em 2008 como Trials 2: Second Edition. Quem se lembra dos Ratos Motoqueiros de Marte? O desenho foi exibido no Brasil na década de Como Ganhar Dinheiro Com JOGOS NA INTERNET e contava a história de três camundongos de marte que gostavam de motociclismo. O jogo foi lançado pela Konami para Super Nintendo em 1994. Em 2006 o jogo, assim como o desenho, foi relançado para Nintendo DS e PlayStation 2 na Finlândia, Austrália e Reino Unido.


Bem menos hardcore que Trials, Joe Danger foi lançado para PS3 e XBox 360 em 2010 e conseguiu conquistar os jogadores com seu visual de desenho animado e, acima de tudo, pela jogabilidade. Se você adorava Road Rash, achou um substituto à altura. Considerado pela mídia especializada o “sucessor espiritual” do jogo clássico que encabeça esta lista, Road Redemption, da DarkSeas Games, mistura o já conhecido estilo de jogo de seu “ancestral”: disputas acirradas na pista, alta velocidade, violência e humor. O jogo foi financiado por meio de doações no site Kickstarter e segue em produção para PC, Mac e Linux. Excitebike, de motocross, foi lançado em 1984 para NES. Foi o primeiro jogo da série, que mais tarde, em 2000, ganhou o título Excitebike 64, para Nintendo 64. Em junho de 2011 o jogo foi relançado para Nintendo 3DS, sob o título 3D Classics: Excitebike.


Skyrim é um jogo que merece aproveitar as capacidades das novas plataformas e envelheceu tão bem que soará como um título completamente novo. Instagram E No Facebook para a Bethesda, que soube ouvir os jogadores e vai recuperar um pouco do prestígio da série após o morno The Elder Scrolls Online. O game da 2K foi anunciado há muito tempo, mas o gameplay mostrado durante a E3 2016 foi surpreendente. O lançamento está marcado para o início de outubro, provavelmente abrindo a temporada de grandes lançamentos do fim do ano, e por isso está na hora de mostrar um pouco mais do título.


A pegada gangster foi repaginada e está, digamos, um pouco mais moderna com o protagonista negro, uma grande adição à franquia. O que dá para esperar é aquele trabalho de manter os bairros sob seu controle e dos criminosos aliados, mas com algumas renovações que, ao que parece, vão influenciar no andamento da história. Dá para ficar bem ansioso com o vídeo abaixo. Essas são apenas algumas das novidades da E3 2016. Para saber mais do que aconteceu na maior feira de games do mundo, fique ligado na cobertura feita pelo Link.


Junho é aquele mês em que todo mundo volta os olho para Los Angeles. E neste ano, valeu a pena - a E3 2016 foi surpreendente e trouxe mutas novidades legais (e outras nem tanto). O mais importante, como sempre, foram os jogos anunciados, os trailers dos games que já conhecíamos e os gameplays do que está por vir.


E é exatamente disso que vamos tratar aqui, sem mais delongas. Confira abaixo os dez melhores destaques da maior feira de games do mundo deste ano. Como grande fã da série, poderia me considerar suspeito para falar do game. Mas é absolutamente impossível não eleger este como o principal destaque da feira. O primeiro dos motivos é que a Nintendo parece estar totalmente voltada para o novo Zelda, do qual sabíamos pouquíssimo (ficamos sedentos por novidades na E3 passada, mas pouco foi mostrado). Desta vez, vimos um mundo aberto impressionante, artisticamente belíssimo; um game com novos elementos de RPG, ainda mais complexo; e um protótipo do que pode ser o principal jogo da empresa nos últimos anos.


Link precisa se desenvolver em todos os sentidos desde o começo, colhendo itens e equipamentos e subindo de nível, algo que estará estritamente ligado à aventura, como já é praxe na série. A conferência da Sony foi um show a parte, considerada uma das melhores das últimas E3. Mas o prato principal definitvamente foi God of War. A franquia ainda não havia chegado à nova geração, mas era questão de tempo para que isso acontecesse, exatamente como foi com Uncharted. Na demonstração da E3, o Kratos que conhecíamos dá lugar a uma versão mais velha, que aparentemente ainda está se encontrando na relação de paternal que tem com seu filho, um novo personagem introduzido na franquia.



  • 5 Windows 10


  • Asphalt 8 Airbone

  • 4º - LG K10 Novo

  • Mahjong Combi

  • 16° Titan Quest - RPG



Watch Dogs não foi muito bem recebido pela crítica dois anos atrás, apesar de ter introduzido um novo tema e um mundo aberto bastante vivo. Não era segredo que a Ubisoft estava produzindo a continuação apesar desse feedback, e o gameplay que vimos não decepcionou. O protagonista mudou - Aiden Pearce dá lugar a Marcus Holloway - e o local também - a cidade inteligente da vez é São Francisco, mas a premissa e as mecânicas seguem os moldes do antecessor.


Infinity Ward Está Recrutando Equipe Para Call Of Duty Da Próxima Geração e possibilidades para hackear aparelhos e equipamentos abrem novas possibilidades para completar as missões, e a movimentação parece mais natural e fluída. Particularmente me surpreendi muito com o primeiro Watch Dogs e tive uma experiência positiva, e o gameplay da E3 deu a sensação de que o segundo jogo da franquia entregará ainda mais em novembro deste ano. Francamente, é um dos jogos que eu mais queria ver na E3 deste ano. Ficou o gostinho da feira passada, em que vimos apenas um trailer e tivemos algumas informações básicas.


Desta vez, o gameplay extenso mostrou novos poderes e um mundo ainda mais detalhado que o primeiro Dishonored. Neste segundo game, será possível jogar com Corvo Attano, protagonista do título anterior, ou Emily Kaldwin, a rainha e governante do país fictício onde a história se passa (é praticamente uma Inglaterra da Era Vitoriana reimaginada). As mecânicas parecem as mesmas, mas mais apuradas, e Dishonored 2 parece o mesmo jogo de antes, apenas continuado e com novas localidades, personagens e missões. Nem de longe isso é ruim - Dishonored foi um dos melhores jogos de 2012 e merecia muito uma continuação.


Tags: esses detalhes

Don't be the product, buy the product!

Schweinderl